Dans Mon Paris (tradução)

Original


Zaz

Compositor: Não Disponível

Na Paris dos bairros pequenos
Esqueçam os turistas, os cartões postais
E seus velhos clichês
A Torre Eiffel se vangloria diante dos passantes
Mas eu levo vocês para Ménilmontant
Venham tomar um gole, ‘cês são meus convidados

Na Paris das pessoas comuns
A gente dá mais pinta lá no bulevar Voltaire
Do que em Champs Élysées
A Tour d'Argent afaga os distintos clientes
Mas tem a Goutte d'Or onde eu janto e me divirto
Em torno da mesa e da simplicidade

No mercado de Belleville a gente ouve cantar os sotaques misturados
Nas pulgas de Saint Ouen, o espírito de Django paira sobre os bistrôs
Em Barbès, num banho turco, vou recarregar minhas baterias
Em meio a perfumes de flor de laranjeira
É em Paris Montmartre onde vocês me conheceram
Que vocês vão descobrir as músicas da minha rua

Nessa Paris eu adoro flanar
Longe dos clichês, dos cartões postais e das pessoas de férias
Os belos bairros lhes são familiares
Mas lá onde eu os levo, vocês vão descobrir
Esses lugares esquecidos que me fazem vibrar tanto

Quando ao amanhecer eu saio do Trois Mailletz, a voz pastosa
Eu vou morder Ma Pomme en Colimaçon como se estivesse em casa
O mercado dos Enfants Rouges me leva pelo mundo
No metrô Robespierre
todos os meus amigos vagabundeiam
É em Paris Montmartre onde vocês me conheceram
Que vocês vão descobrir as músicas da minha rua

Nessa Paris eu gosto de passear, ao sabor dos jardins, dos portões de carroças e das escadas
Todos esses bairros me são familiares
Com gente simples e com a sinceridade
É a Paris que eu gosto de partilhar

Ah, é do cacete... E se a gente tentasse uma
Ei, ai, aê, ô. Os caras!
E se a gen... para, pô!
E se a gente tentasse uma versão big band com metais – trompete, saxofone, tudo isso
Eu acho que isso podia ir bem à beça

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital