La Complainte de La Butte (tradução)

Original


Zaz

Compositor: Não Disponível

Na alto da rua São Vicente
Um poeta e uma desconhecida
Se Apaixonaram por um instante
Mas jamais foram vistos de novo
Esta canção ele compôs
Esperando que sua desconhecida
Numa manha de primavera ela ouvira
Em algum lugar na esquina

A lua, muito pálida
Poe um diadema
Nos seus cabelos ruivos
A lua muito difusa
De gloria espalhafatosa
Sua saia cheia de totalidades

A lua, muito pálida
Acaricia a opala
De seus olhos cansados
Princesa da rua
Seja bem vindo
Ao meu coração partido
As escadas da colina
São duras aos miseráveis
As asas dos moinhos
Protegem os amantes

Pequeno mendigo
Eu sinto sua algema
Que está procurando minha mão
Eu sinto seu peito
E sua cintura fina
Eu esqueço minha tristeza

Eu sinto no seus lábios
Um odor de febre
De um menino mal nutrido
E sob sua carícia
Sinto uma embriaguez
Que me destrói

As escadas da colina
São duras aos miseráveis
As asas dos moinhos
Protegem os amantes
Mas agora que ele flutua
A lua caminha
A princesa também
Sob o céu sem a lua
Eu choro pra morena
Meu sonho se esvai

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital